segunda-feira, 9 de abril de 2012

A Chuva







Ela cai do céu
Molhando todo o nosso corpo.
Assim como um véu
Que valoriza na mulher, todo o seu corpo.

A chuva que molha as plantas
Que banha os rebanhos
Que alimenta os seres vivos
Passa por todos os lugares, em cada canto.

Às vezes embravecida
A chuva se torna tempestade
Causando catástrofes, naufrágios.
Alangando as ruas da cidade.

A chuva molha tudo
Lava o corpo, lava a alma.
Às vezes brava,
Às vezes lenta, calma.

Autor: Francisco Jardson Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Iai o que achou? Dê sua opinião!! :)